POLÊMICO FILME ITALIANO DENUNCIA ACORDO DA KGB COM BISPOS CONTRA MEDJUGORJE. DIOCESE LOCAL NEGA.

Tempo de leitura: 1 minuto

Não terminam as acusações contra os dois bispos responsáveis por Medjugorje (o falecido Pavao Žanić e o atual Ratko Perić) sobre as suas presumidas colaborações com o regime comunista russo para deter e desacreditar o “fenômeno Medjugorje”.
Uma nova acusação foi feita por um personagem particular que se entitula “general Maksinov” (se declarou funcionário da KGB).
Destas acusações já falou o blog:
As novas acusações estão contidas em outro filme-documentário (depois do primeiro filme “de Fátima a Medjugorje”) de duração de 30 minutos que circula na internet.
As novas acusações se dirigem aos dois bispos. Particularmente o general Maksinov revela que ele mesmo se encontrou com o bispo Perić em Roma por seis vezes, entre os anos de 2000,2001,2002,2004,2006 e 2008 para comunicar os “trabalhos” que o bispo deveria cumprir. E os “trabalhos” consistiriam  – segundo as afirmações do general – “O senhor destrói os frades na Herzegovina e eu destruirei Medjugorje”.
Estas acusações são consideradas como “calúnias blasfemas” pela diocese de Mostar (responsável por Medjugorje). Uma declaração assinada pelo vigário geral  Željko Majić pode ser lida (em italiano) fala de “linchamento dos Bispos de Mostar e de toda a Igreja Católica”.
Boletim (em italiano) disponível no link: http://www.md-tm.ba/clanci/le-ostinate-calunnie-del-generale
 No documento a diocese de Mostar diz aguardar o momento em que o suposto “general Maksimov” terá coragem para estar diante das câmeras esteja diante do bispo com os documentos demonstrando as suas mentiras difamatórias.
Traduzido do italiano por Gabriel Paulino – fundador do Portal Medjugorje Brasil – www.medjugorjebrasil.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *