Bispo Giovanni Battista Pichierri: “Medjugorje é um lugar de graças e frutos, as muitas conversões provam isso”

Tempo de leitura: 3 minutos

Bispo Giovanni Battista Pichierri: “Medjugorje é um lugar de graças e frutos, as muitas conversões provam isso”.

Falamos com Monsenhor Giovanni Battista Pichierri, Bispo de Trani, em Puglia, Itália, o qual nos disse: “Tenho como justa e legítima a posição de prudência da Igreja sobre o tema. Os videntes continuam a falar, por isto é necessário esperar. Mas se os fiéis vão lá em grande número, algo positivo existe”.

A posição da Igreja porém é muito cautelosa.

“É verdade. De fato existe uma proibição que impede as peregrinações guiadas por Bispos e padres diocesanos, mas ultimamente esta rigidez está diminuindo um pouco, diante da extensão e das evidências do fenômeno”.

Vossa Excelência, o senhor tem conhecimento pessoal de pessoas e fiéis da sua Diocese que foram convertidos e mudaram a sua vida ou estilo de vida, graças a Medjugorje?

“Claro, e por qual razão eu deveria negá-lo ? Conheço… pessoas que antes da visita a Medjugorje não eram verdadeiros e autênticos cristãos e naquele lugar voltaram literalmente transformados. Deste ponto de vista me parece oportuno falar de Medjugorje como um lugar de graças”.

O que o senhor entende como um lugar de graças ?

“As conversões, o retorno aos sacramentos que foram recusados ou ou abandonados por muito tempo representam uma graça. Posso afirmar que isso acontece em Medjugorje e com uma certa continuidade, conversões também podem acontecer em outros lugares, mas se acontecem em abundância Eu acho que é a Mão de Deus, a Sua Poderosa Vontade “.

Porque a Igreja é assim prudente?

“Deve-se dizer que em termos de aparições marianas, a Igreja nos deixa livre para acreditar ou não acreditar, não são verdades de fé. A Igreja deu sua aprovação a muitas aparições. No que diz respeito Medjugorje, precisamente porque os videntes que eu os acho saudáveis mentalmente, ainda falam, significa que as visões não estão concluídas, a Igreja decidiu adiar o seu parecer. Mas o adiamento em si não significa a negação”.

Algumas más línguas têm mesmo espalhar as suspeitas comércio religioso.

“Parece-me exagerado e injusto. Não excluo que existam alguns mais espertos, mas o fenômeno é variado e muitas vezes presente em torno de santuários e basílicas. Eu não entendo por que alguns enfatizam isso em Medjugorje, e finjem que não acontece em outros lugares. Então, se há aqueles que obtém benefício econômico de uma forma duvidosa, eles vão responder diante de suas consciências, mas minha opinião é que, se isso acontece, não é apenas em Medjugorje. ”

Um conhecido Arcebispo Emérito, exorcista, escreveu que poderia se tratar de um engano satânico…

“Com todo o respeito pelo meu irmão bispo e amigo, a quem estimo, eu não estou em sintonia com ele. Enquanto isso, eu acho a coisa exagerada, pois muitas conversões acontecem em Medjugorje, que, devo dizer, aproximam de Deus. Satanás procura fazer exatamente o contrário, que a divisão. Portanto Satanás faria um “gol contra”, me parece um pouco difícil de acreditar”.

Falemos de Maria, quem é esta doce criatura ?

“A filha de Sião, livre do pecado original, concebida por Deus para o plano de salvação. Ela, a mulher do SIM para o projeto de salvação, restaurando e reparando o ato negativo cometido por Adão e Eva. Maria é realmente a Toda Santa, e um meio seguro que nos faz alcançar a graça de Deus “.

Traduzido do italiano por Gabriel Paulino – fundador do Portal Medjugorje Brasil – www.medjugorjebrasil.com.br

Matéria original: http://medjugorjetuttiigiorni.blogspot.com.br/2015/07/commerci-religiosinon-e-solo-medjugorje.html?m=1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *