EM MEDJUGORJE RECEBI A GRAÇA DE PERDOAR O ASSASSINO DE MINHA FILHA !!! ESTOU CURADA !!!

Tempo de leitura: 2 minutos

Kátia me contou a sua história e se eu não a tivesse encontrado, jamais teria acreditado nela. Quando ela encontrou Cláudio, o seu marido era uma pessoa “do bem”, mesmo que sofresse de alguma depressão, com altos e baixos. Mas Kátia não se preocupava muito. Ele não queria filhos, mas ela queria pelo menos quatro. Rapidamente Cláudio tornou-se muito duro e sempre mais depressivo, sobretudo depois do nascimento de sua filha.
Ele a amava muito mas era muito autoritário em suas brigas, sempre sem violência. Kátia não tinha ideia de que a sua vida ia diminuindo, sendo limitada pela depressão de Cláudio e do seu autoritarismo. Cláudio a culpava de tudo. Tomava remédios para controlar a sua depressão, mas sem nenhuma melhora. Em 2008, entrando em casa, Kátia encontrou a sua filha de 7 anos apunhalada com 7 golpes mortais e Cláudio morto ao seu lado. Tinha sido um assalto ? Somente Deus sabe a verdade…
Kátia disse: “Dizer que eu estava desesperada é dizer muito pouco. A minha vida estava destruída para sempre; achava que não poderia mais continuar a viver. A dor era atroz, impossível de suportar. As minhas entranhas se remexiam por dentro. Eu queria morrer. Somente a minha fé em Deus me impedia de me matar em um gesto irreparável. Três dias depois do acontecimento, uma amiga minha vê em sonho a minha filha nos braços da Virgem. Isto me deu muito conforto ! Depois em uma manhã abro os olhos e vejo a minha filha aos pés da minha cama. Não me disse uma palavra mas me olhava com grande ternura. A febre me deixou, parei de tomar os remédios e voltei a trabalhar. Mas a dor permanecia e ficou um rancor que atrapalhava a minha paz. Era como uma pedra que bloqueava o meu coração. Eu tinha isso com todos.”
“Eu fui a Medjugorje ano passado, com o coração cheio de esperança, e com a certeza de que a minha filha estava feliz com Jesus e Maria. No Krizevac, na 4a estação da Via Sacra, onde Jesus encontra a Sua Mãe, o meu olhar foi atraído a um reflexo brilhante em uma pedra e eu vi claramente dentro daquele reflexo a minha pequena e adorada filha, sorridente como sempre. Comecei a soluçar. Os soluços duraram bastante tempo. Quando me recuperei, tinha encontrado a paz e a serenidade no fundo do meu coração. A dor tinha desaparecido ! Consegui perdoar o meu parido e aqueles que tinham me feito tão mal. Eu estava curada ! Agora, louvo e agradeço a Jesus e Maria todos os dias. Vivo sozinha e trabalho, tomo conta dos meus pais. Isto renova as minhas forças. A Eucaristia aos domingos e a Adoração na minha paróquia.”

 

Traduzido do italiano  por Gabriel Paulino – fundador do Portal Medjugorje Brasil – www.medjugorjebrasil.com.br

Matéria original: http://medjugorjetuttiigiorni.blogspot.com.br/2017/08/dopo-la-morte-di-mia-figlia-medjugorje.html

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *