FREI Cristoforo Amanzi: “ERA ATEU, MAS EM MEDJUGORJE ENCONTREI DEUS”

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

padrecristoforo

No último programa “Testemunhos de fé” do site de informações “Cristiani Today” apresentada pela jornalista siciliana Rita Sberna, foi entrevistado o Padre Cristoforo Amanzi, homem que antes de encontrar Deus em Medjugorje se dizia ateu. Na entrevista o padre Amanzi explica o seu passado como descrente, o momento no qual compreendeu a grandeza de Deus e foi convertido e a atual vida como frei franciscano.

A entrevista faz uma breve apresentação do frade e depois lhe pede para explicar ao público quem era Cristoforo Amanzi antes de se tornar frei franciscano: “Antes da conversão, que aconteceu em 1987, eu era um jovem formado em ciências estatísticas. Amava a política e era um ativista do partido comunista. Estava distante da fé já a muito tempo, depois de ter participado do serviço militar e via a Igreja como um inimigo”.

Ele explica como aconteceu a sua conversão após uma viagem a Medjugorje: “Eu fui a Medjugorje não para peregrinação, mas para acompanhar a minha namorada”.

“Nós nos conhecíamos há muito tempo, mas começamos a namorar apenas na primavera de 1987. No início eu era cético em namorá-la, porque tinha duas filhas e era separada, mas depois de uma reflexão decidimos namorar. Mas de repente, ela mudou, eu inicialmente não compreendi, mas depois entendi que ela tinha se convertido”.

Um dia ela disse que estava indo até Medjugorje, e ele inicialmente não compreendia tanto distanciamento e frieza dentro do seu carro. Na mesma noite pensou que fosse o momento de salvar o relacionamento e também decidiu ir acompanhá-la e passar assim dois dias de férias no litoral, mas tudo foi diferente. “Quando chegamos ela estava com mais quatro rapazes, um dos quais agora é sacerdote. Todos conheciam a nossa história e eu sabia que a única maneira de continuar junto com ela era se eu me convertesse. A noite um dos rapazes veio falar comigo para me convencer, mas eu não queria saber e disse para ele ir falar com outra pessoa. Naquele momento veio até mim uma freira, como se me conhecesse e me apertou a mão, e naquele momento vi tudo escuro exceto por uma palavra, o nome de Jesus em amarelo”.

No dia seguinte tudo tinha mudado e mesmo que tivesse prometido à freira de ir até a Missa não foi e para pedir desculpas disse que iria com eles subir a montanha do Krizevac e que naquela montanha viu toda a sua vida e compreendeu no que tinha errado: “Apenas comecei a subir, rezávamos o rosário e nos unimos em pensamento. Lá eu revisei toda a minha vida, os erros e pecados, e quando cheguei em cima da montanha levantei os olhos até o céu e ouvi uma voz que me disse: ESTA É A TUA VIDA ATÉ AGORA MAS EU TE OFEREÇO OUTRA. Naquele momento eu compreendi tudo, senti a presença de Deus”.

Depois daquele dia padre Amanzi permanece em Medjugorje por longo tempo, e decide conhecer o Evangelho e compreendeu aquilo que deveria fazer na vida. Agora frei Amanzi se ocupa de testemunhar a sua fé e de ajudar os outros com a sua associação “Reconciliação e Paz”.

Traduzido do italiano por Gabriel Paulino – fundador do Portal Medjugorje Brasil – http://www.medjugorjebrasil.com.br

Matéria original: http://www.lalucedimaria.it/padre-cristoforo-ero-ateo-medjugorje-trovato-dio/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *