Papa Bento XVI sabia de Medjugorje desde o início

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

 Eu falei para Bento XVI sobre Medjugorje logo depois das aparições começarem. O Papa está bem informado, mas cauteloso, disse o padre Gabriele Amorth, chefe dos exorcistas do Vaticano por anos. Ele ainda chama de normal e até necessário que uma determinada comercialização surja em Medjugorje.

Padre Gabriele Amorth (nascido em 1925) foi ordenado sacerdote em 1954 e tornou-se um exorcista em 1986. Até o ano 2000 ele serviu como o exorcista-chefe para a diocese de Roma e ele tem permanecido ativo desde a sua aposentadoria oficial. Em 1990, ele fundou a Associação Internacional de Exorcistas, da qual foi presidente até a sua aposentadoria no ano 2000, sendo agora presidente honorário. Ao longo dos anos, padre Amorth tem abraçado a causa de Medjugorje, a qual ele chama o lugar de "uma grande fortaleza contra satanás".
Padre Gabriele Amorth (nascido em 1925) foi ordenado sacerdote em 1954 e tornou-se um exorcista em 1986. Até o ano 2000 ele serviu como o exorcista-chefe para a diocese de Roma e ele tem permanecido ativo desde a sua aposentadoria oficial. Em 1990, ele fundou a Associação Internacional de Exorcistas, da qual foi presidente até a sua aposentadoria no ano 2000, sendo agora presidente honorário. Ao longo dos anos, padre Amorth tem abraçado a causa de Medjugorje, a qual ele chama o lugar de “uma grande fortaleza contra satanás”.

Informações sobre Medjugorje foram dadas ao atual Papa Bento XVI a partir do primeiro verão do ano de 1981 quando ele, como Cardeal Joseph Ratzinger, servia como prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé (CDF).

O Cardeal Ratzinger estava sendo informado pelo padre Gabriele Amorth, que ainda não era um exorcista, mas que mais tarde se tornou o exorcista-chefe da diocese de Roma.

Em uma nova entrevista, padre Amorth disse que visitou Medjugorje logo após os relatos das aparições em junho de 1981, e que sua visita em outubro de 1981 já era a segunda – e que ele manteve o Cardeal Ratzinger informado desde o início.

“No momento em que ele era o chefe da CDF, ele tinha que ser muito, muito cuidado, e ele confirmou a mesma atitude. Quando eu vim pela primeira vez a Medjugorje, eu imediatamente fui até ele, para falar sobre Medjugorje” disse o padre Gabriele Amorth para a revista Globus.

“Ele ouviu o que eu tinha a dizer, com muito cuidado, mas ele não comentou nada, nem uma palavra. Ele apenas ouviu. Ele estava acostumado a falar apenas quando era a hora certa, e quando ele tinha tomado uma decisão que ele considerava definitiva, ou tinha formada a sua atitude” disse o padre Gabriele Amorth.

Cardeal Joseph Ratzinger na época em que as aparições começaram em Medjugorje, e ele estava sendo informado pelo padre. Gabriele Amorth
Cardeal Joseph Ratzinger na época em que as aparições começaram em Medjugorje, e ele estava sendo informado pelo padre. Gabriele Amorth

A próxima declaração formal da Igreja Católica sobre Medjugorje será emitida pelo Papa Bento XVI, quando ele receber o relatório final da Comissão Vaticana de investigação sobre Medjugorje, que ele mesmo instituiu e começou os seus trabalhos em 17 de março de 2010.

Na entrevista, o padre Gabriele Amorth concorda com o que tem sido a expectativa dominante: de que a Igreja não reconhecerá nem negará a autenticidade das aparições enquanto os videntes disserem que elas ainda estão acontecendo.

“Enquanto as aparições ainda ocorrerem, a Igreja não se pronunciará. Além disso, nem todos os videntes sabem ainda os 10 segredos. Ninguém, exceto os videntes sabem quando os segredos serão revelados para o mundo”

“Eu penso que o Vaticano não pode estar muito a frente das investigações das aparições em Medjugorje, e não pode fazer qualquer conclusão final, enquanto ainda há aparições”.

Padre Amorth aprova vendas em Medjugorje

O famoso exorcista ainda declarou que Medjugorje não deve ser criticada pelos aspectos comerciais que vieram depois das aparições da Virgem Maria. Eles sempre vem quando um lugar está sendo procurado por um grande número de peregrinos que necessitam de acomodação.

“Verificou-se que existem hotéis, restaurantes, lojas e pousadas. Isto é bastante lógico e normal. Quando fui a Fátima, após a Segunda Guerra Mundial, era também um lugar deserto, onde não havia lojas ou hotéis ou restaurantes. Pessoas que tinham um carro ou tinham vindo de ônibus,  dormiam neles. Aqueles que não tinham nada estavam literalmente dormindo no chão “, conta o padre Gabriele Amorth.

Padre Gabriele Amorth, na década de 80, com a vidente Vicka Ivankovic em Medjugorje.
Padre Gabriele Amorth, na década de 80, com a vidente Vicka Ivankovic em Medjugorje.

“O número de peregrinos era tão grande que a infra-estrutura teve de ser desenvolvida. E assim é em Medjugorje. Isto não me surpreende. Até mesmo o fato de eles venderem lembranças e produtos é bastante normal. As pessoas querem levar algumas lembranças para casa”.

“Saber sobre Medjugorje que até mesmo o número de hotéis existentes hoje é muito pequeno que você tem que reservar acomodação com antecedência. No início, muitas vezes eu dormia em Capljina perto de Medjugorje porque não havia nada. Agora é diferente”.

Não existe lugar igual a Medjugorje

Ao contrário do atual Papa, o exorcista de 87 anos jamais escondeu o que ele pensa sobre Medjugorje. Na revista Globus, ele afirma a sua posição mais uma vez:

“Eu acho que as aparições são autênticas. Jovens e velhos vem até Medjugorje e retornam mudados, iluminados. Pessoas jovens tornam-se fiéis.  Medjugorje tem o maior número de confissões. As pessoas estão fascinadas pelos milagres que ali ocorrem. Eu acho que aqueles que vão até Medjugorje conseguem aquilo que precisam lá, em termos de acreditar. Aqueles que vão lá recebem um sinal claro”.

“Existe outra razão porque eu acredito nas aparições. Pessoas de dentro da Igreja, nós devemos ser muito mais cautelosos sobre estas coisas. Mas, depois de uma peregrinação, após visitar o lugar, eles então acreditam em Medjugorje, eles ficam tão empolgados e falam claramente sobre o que você encontra em Medjugorje que o meu otimismo e fé realmente superam as expectativas”.

“Medjugorje é, portanto, um fenômeno muito positivo. No mundo de hoje não existe um lugar igual a Medjugorje quando se trata de esclarecimento religioso do povo e da prática da religião” conclui o padre Gabriele Amorth.

 

Matéria original: http://www.medjugorjetoday.tv/8690/pope-knew-early-about-medjugorje/

10 Comentários


  1. Salve Maria, Deus esta no controle acredito que êle permite, que Nossa Senhora venha para nos alertar .acredite quem quizer ,eu acredito,porque êle nôs ama muito ,os sinais estão acontecendo é importante que estejamos conectados em oração.amém.!!!!

    Responder

  2. A Igreja tem uma discrição muito bem trabalhada, de forma que não seja ela mesmo inequívoca. O importante é que ela respeita todo o fenômeno religioso que vem transcorrendo ao londo dos anos. Medjugorje é um grande referencial da fé e religiosidade popular que deve, sem dúvida nenhuma, ser respeitada e preservada. O que fez João Batista no primeiro advento de Jesus, faz Nossa Senhora neste segundo advento, no qual não sabemos o dia e nem o horário. SALVE MARIA!
    RAINHA DA PAZ!… Rogai por nós!

    Responder

  3. É preciso que o PAPA BENTO XVI, reconheça as aparições de Medjugorje, com este reconhecimento teríamos mais conversões e muitos que ainda nem ouviram falar de Medjugorje então tomariam conhecimento das coisas extraordinárias que acontecem lá.

    Responder

  4. Gosto desse site, pois eu creio em Medjugorje e, aos poucos, vou me revestindo do espírito medjugorjeano. tudo se resume em uma única Palavra:- “Fazei tudo o que Ele vos disser. (Jo 2,5)”.

    Responder

  5. como dis a sag
    rada escritura gabaliel se for obra de DEUS CRECERAR SE NAO FOR DE DEUS NAO DA FRUTO E CRISTO DIS CON HECERAO OS MEUS PELO FRUTOS E AI ESTAR HORAÇAO,EUCARISTIA,CONFIÇAO, PRAQUE MAIS CINAIS SO PARA OS ICREDULO QUE NAO ACEITA EU AMO MARIA SANTICIMA E ADORO JESUS EUCARISTICO.;

    Responder

  6. I think the admin of this website is in fact working hard in favor of his website, for the reason that here every material is quality based material.

    Responder

  7. Acompanho via NET o que se passa em Mediugórie. Todas as MENSAGENS leio com muita fé e esperança. Se não fosse verdade o que acontece lá já teria sido desmascarado. Uma mentira não se sustenta por muito tempo. Portanto: “Nossa Senhora de Mediugórie, rogai por nós.”

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *