Andrej Ajdic sobre as lágrimas de Cristo: “Eu mesmo instalei a cruz e não é possível que isto aconteça”

Compartilhe!

Tempo de leitura: 3 minutos

Trecho retirado da revista austríaca Medjugorje – numero 59 – terceiro semestre de 2004

Traduzido por Gabriel Paulino – fundador do Portal Medjugorje Brasil – www.medjugorjebrasil.com.br

Entrevista com Andrej Ajdic, criador da escultura Jesus Ressucitado que desde o ano 2001 verte água constantemente

O criador da escultura Cristo Ressuscitado em Medjugorje, Andrej Ajdic

Pode nos dizer como chegou a Medjugorje sua escultura de Jesus Ressucitado ?

Quando em 1986 visitei Medjugorje pela primeira vez com meu amigo Slavko Nemanic, levei comigo também uma escultura de Jesus Ressucitado para mostrá-la ao sacerdote. Era o padre Ivan Landeka e o provincial o padre Tomislav Pervan. Quando viram a escultura, tornaram-se verdadeiramente entusiasmados e a quiseram ter também em Medjugorje. Este projeto custou cerca de 300.000 Euros e foi financiado por um Esloveno e um Hebreu que vivia em Genf, na Alemanha. Agora eu estava particularmente contente que esta escultura iria ficar em um lugar onde chegavam tantos peregrinos de todo o mundo. A Escultura de Jesus Ressucitado em Medjugorje se insere no lugar onde se encontra. Atrás de Jesus se vê um grande pedaço de céu e este era também um grande desejo meu quando fosse erigida, a fim de que a Cruz adquirisse mais significado. Hoje a escultura tem uma grande importância sobretudo pelo local desabitado e por aqueles que não podem ir fazer a via crucis sobre o Krizevac.

Mas como chegou a idéia de uma tal escultura, que mostra uma tendência totalmente nova ?

Cheguei a esta idéia casualmente. Enquanto modelava algo com gesso, tinha na mão o corpo de Mistrovic. Repentinamente o corpo caiu no gesso. Fiquei assustado o tirei rapidamente  fora do gesso. Depois notei repentinamente a figura de Jesus que tinha se impresso no gesso. E em um instante teve um significado decisivo, tanto que em seguida desenhei algo parecido e trabalhei em cima disso. Veja, desejo dizer próprio isso: por um evento de todo fortuito e ao mesmo tempo um grande sinal que me deixou marcas profundas. Hoje estou muito contente de ter visto um tal sinal e de  ter podido dar-lhe expressão. Algo parecido já aconteceu a muitos artistas, me pergunto somente quantos deles estiveram atentos para reconhecê-lo.

Como julga como artista, esta escultura ?

A cruz que jaz por terra não se vê pois está por terra e para mim o significado da cruz é muito maior. Se levanta a cruz sem corpo, se vê somente a figura de Jesus impressa na cruz porque Jesus subiu aos céus. Por isso a escultura se chama “Jesus Ressucitado”, porque uma nova vida pertence ao céu. Sobre a cruz resta somente um traço de Jesus crucificado e este é o momento que capturei e que entusiasma todos aqueles que vêem esta escultura.

O senhor sabe que fazem alguns anos que gotas de água começaram a gotejar da sua escultura. Como o senhor criou a escultura, o que pensa deste fenômeno ?

Quando ouvi dizer que da escultura saia água, fiquei realmente surpreso. Se trata provavelmente de algum fenômeno físico. Eu mesmo instalei a cruz e não é possível que isto aconteça. Não quero especular sobre, porque existem outros cientistas que podem examinar o fenômeno. Posso dizer somente uma coisa: durante o transporte da escultura inteira foi desmontada em quatro partes. A cruz que permanece na terra era constituída de duas partes, e assim o corpo. Quando levantamos a parte inferior, fixei ao solo com hastes de aço a uma profundidade de 2 a 3 metros e preenchi toda a escultura de concreto. Também liguei a estrutura a um parafuso central no caso da queda de um raio, a escultura não se funda pelo calor.  Levantamos a cruz em 1998.

Se você deseja adquirir um terço de Medjugorje abençoado por Nossa Senhora e ganhar GRATUITAMENTE um dos lenços passados na estátua do Cristo Ressuscitado CLIQUE AQUI

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *