Bispo Pier Giacomo de Nicolo: ““Em Medjugorje trabalha o Dedo de Deus”

Compartilhe!

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

piergiacomo

Mons. Pier Giacomo de Nicolo, arcebispo emérito titular, veio em peregrinação a Medjugorje para o trigésimo quinto aniversário das aparições. Nascido em Cattolica, em 1929, ele foi ordenado sacerdote 12 de abril de 1952.

Em 14 de agosto de 1984 foi nomeado Núncio Apostólico na Costa Rica e Arcebispo titular de Martana. Mons. De Nicolò era então núncio apostólico em diversos países, como a Síria, Suíça e Lichtenstein. Ele se tornou emérito de oitenta anos de idade, de 08 de setembro de 2014, ele tem dois irmãos bispos: o Monsignori Mariano De Nicolò e Paolo De Nicolò.

“O ministério do núncio apostólico é para a vida, não é como a de bispo ou arcebispo, que em algum momento se torna emérito. Eu tenho os meus outros dois irmãos que também são bispos: um era bispo de Rimini e hoje cuida de atividades pessoais e privadas; o outro não é mais Regente da Casa Pontifícia, onde trabalhava. Eu vim pela primeira vez a Medjugorje em 1987, mas não a reconheço mais. Na época existiam poucas casas, hoje tudo é diferente. Eu vim convidado por um senhor que organizava peregrinações. Então, seis anos após o início das aparições, ocorreu-me que ao entrar na igreja, eu vi que havia pelo menos três centenas de sacerdotes que estavam prestes a celebrar a missa. Fiquei impressionado porque nem mesmo em Lourdes tinha visto um tão grande número de sacerdotes. Era um dia de semana, não era nem um domingo, nem um dia de festa. Isso me impressionou muito. Depois, eu não pensei mais , mesmo que eu tivesse muitas amizades santas com pessoas que estiveram aqui. Alguns já morreram, eram pessoas de fé profunda e profundamente enraizados na Igreja Católica. Entre eles havia também os leigos, que foram dedicados ao Senhor e eles estavam convencidos do que acontece neste lugar. ” Quando Mons. De Nicolò veio a Medjugorje pela primeira vez, já era Núncio Apostólico há quatro anos.

13265857_10154066142757324_8325155171498728529_n

Fiquei surpreso e disse que ali estava o dedo de Deus. A impressão que eu tinha era de que Deus estava trabalhando aqui. Mesmo que eu tivesse permanecido apenas uma ou duas noites, mas foram acontecimentos que entraram na tua alma muito profundamente, e até mesmo nos cantos mais escondidos da consciência. Mais tarde, eu já não pensava muito sobre isso, mas eu estava muito impressionado. Eu tenho um contato mais intenso com a Medjugorje já por dez anos e agora, ao voltar aqui, eu reforço muito a minha convicção pessoal. Na missa no domingo para os peregrinos italianos, eu disse que estou aqui como eles, que eu também sou um peregrino. Devo dizer que a Igreja é sempre muito sábia nestas coisas, e não apenas no que diz respeito as visões, mas também no que respeita ao diálogo entre os videntes e Nossa Senhora. É bastante normal que a Igreja seja prudente e espere o momento certo para pronunciar o seu parecer. É bom que a Igreja reflita e que a Sua palavra, cheia de autoridade, seja dita na conclusão de um fenômeno. Meu testemunho é que aqui a Virgem está presente e que a Sua presença é sentida. Aqui trabalha o Dedo de Deus. Através de Maria, aqui nasce o amor a Deus e aos nossos irmãos e irmãs. Isto é sem dúvida claro. Eu vi as obras vivas de Deus nas pessoas. Eu vi, que a Igreja está edificando de uma forma muito positiva. Vir aqui para Medjugorje por algum tempo é entrar em uma atmosfera que exala interioridade e é assim percebida. De fato fomos criados para a Vida Eterna. Nossa Senhora vem a este mundo, neste momento, para nós na terra. Parece, de fato, este é um momento em que o cristianismo é empurrado na última curva, as pessoas estão sofrendo, a humanidade sofre. Vivemos em um mundo que quer viver sem qualquer relação com o divino. É necessário que nós conduzamos os nossos irmãos e irmãs para os Portões da Salvação. Eu acredito que Maria, nossa Mãe, está aqui para garantir que as pessoas cheguem a Deus Ela sempre foi a Mãe dos pecadores, a Mãe dos incrédulos. Ela, de maneira misteriosa, ele consegue encontrar um caminho e uma forma de alcançá-los e trazer muitos de seus filhos a seu Filho.

O mundo está entregue a si mesmo e parece estar indo em direção à auto-destruição e que está sem rumo. Sem o que chamamos de Vida Eterna, sem esse horizonte, as pessoas sentem que tudo está faltando, especialmente a esperança e a vontade de viver. Maria está aqui para isso, estou totalmente certo.

Vejo que aqui, como nos grandes santuários, há muitas pessoas que querem estabelecer um relacionamento com Maria, trazer a paz para as suas almas, a serenidade e pedir a Deus a força para viver uma vida justa. Isto é o que você sente aqui, é como se você a respirasse. As pessoas querem encontrar o sentido da vida, uma motivação para doar-se aos outros. Aqui eu encontrei uma atmosfera mais ampla e mais profunda do que existia antes. Aqui nasceram muitas boas obras. Esta manhã eu fui para a Colina das Aparições. Tenho oitenta e sete anos e sofri uma cirurgia de quadril. Pensei que não seria capaz de subir, mas alguém pensou em me levar em uma cadeira nos ombros. Eu senti o Espírito de Deus. Todos os trinta e cinco peregrinos que me levaram a Medjugorje tem me demonstrado tanto amor. Eu vim aqui quase por acaso, a convite de Marco e sua esposa, que já tinham também me levado para o Santuário do Divino Amor. E foi então que me pediram para vir a Medjugorje. Aqui eu vi confissões precisas de pessoas que têm problemas internos profundos. Eu vi pessoas chorando de alegria por ter encontrado uma nova vida. Para dizer a verdade, elas choraram de tristeza, por causa de seu passado negativo que querem deixar para trás. Aqui somos transformados por um ato de confiança em Maria. Ela veio aqui para isso. Nós acreditamos, vamos confiar-nos a Maria, nossa Mãe, e segui-la, porque Ela nos leva à salvação “(Rádio” Mir “Medjugorje).

Traduzido do italiano por Gabriel Paulino – fundador do Portal Medjugorje Brasil – http://www.medjugorjebrasil.com.br

Matéria original: http://www.medjugorje.hr/it/attualita/%E2%80%9Cho-visto-che-a-medjugorje-la-chiesa-si-sta-edificando-in-modo-molto-positivo%E2%80%9D,8062.html

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *