“MEDJUGORJE ESTÁ NA MIRA DAS MÁFIAS” AFIRMOU ARCEBISPO HOSER

Tempo de leitura: 1 minuto

Compartilhe com seus amigos!

Matéria original: http://www.lastampa.it/2018/07/10/vaticaninsider/hoser-medjugorje-nel-mirino-delle-mafie-XIZFRMfFUzMSbplEEdMFKN/pagina.html

O visitante permanente do Papa Francisco na aldeia das aparições denunciou a presença de máfias napolitanos «em busca de lucros»

Em Medjugorje “as máfias estão penetrando”, um sinal de “ações demoníacas que estão tentando fazer de tudo para arruinar aquele lugar”. É uma séria denúncia do monsenhor Henryk Hoser, arcebispo emérito de Varsóvia-Praga, na Polônia, nomeado pelo Papa Francisco em 31 de maio como “visitante apostólico especial da paróquia de Medjugorje, com prazo indefinido” e disponível à Santa Sé. O prelado falou sobre a infiltração da máfia na pequena cidade da Herzegovina, que por décadas se tornou um destino para milhões de peregrinos, devido às aparições prolongadas e ainda não concluídas contadas desde o verão de 1981 por um grupo de videntes. Ele o fez durante a homilia da missa celebrada em 4 de julho de 2018 na capela do aeroporto de Chopin, em Varsóvia: a homilia foi relatada pelo semanário católico polonês Niedziela e pela rádio EM, e re-transmitida na Itália pela Tv2000.

De acordo com Il Mattino, poderia haver ações da camorra [máfia] também na gestão dos três hotéis – sempre os mesmos – que acolheriam os peregrinos vindos de Nápoles e Caserta, bem como a gestão de guias ilegais e a gestão de bancas de mercadorias de todos os tipos. Todos esses elementos ainda precisam ser provados, mas podem ter impressionado Monsenhor Hoser, que, na breve passagem da homilia, não quis roubar o trabalho dos magistrados, mas sugerir como o mal tenta agir e se infiltrar exatamente onde ocorrem conversões significativas.

Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *