Monsenhor Giovanni D´Ercole: “Medjugorje é a imagem da Igreja”

Tempo de leitura: 7 minutos

Compartilhe!

Frente a frente com monsenhor D`Ercole falamos de misericordia. Medjugorje, no dia da festa da Divina Misericórdia, estabelecida por São João paulo II, uma agradavel troca de piadas com o arcebispo de Ascoli Piceno. Conheci monsenhor  Giovanni D`Ercole em Medjugorje, era o domingo da Divina Misericordia. Ele presidiu  ás 09hs a Santa Missa na igreja de São Tiago, repleta de italianos. no final eu sentei fora esperando por ele para a entrevista – observando com quanta disponibilidade de coração, ele falou com todos que se aproximaram dele, tantos! quer para uma oração, quer para uma saudação ou para uma foto. Eu fiquei impressionada com suas palavaras durante a celebração litúrgica ainda mais por seu testemunho sobre o “campo” entre as pessoas eu entendi mais do que nunca, quão preciosos são os pastores que estão com suas ovelhas, e guiá -los e porque estão tão apegadas. não por acaso, Nossa Senhora em Medjugorje , em suas mensagens, repete para nós, incessantemente,para orar por eles.
MEDJUGORJE A IMAGEM DA IGREJA.
hoje domingo da Misericordia Divina, está aqui em Medjugorje lugar onde milhões de pessoas de todo o mundo experimentam a Miséricordia de Deus O que Medjugorje representa para a igreja e a humanidade ?
Na minha opinião, Medjugorje é um pouco a imagem da Igreja que responde ás expectativas deste momento.Medjugorje não é um santuario, mas uma paróquia que esta com as portas abertas a todos, onde pessoas de divesas nações se encontram para celebrar a Eucaristia, em todas as linguas. Medjugorje é o lugar onde Nossa Senhora é uma presença consoladora, reconfortante. É a presença de uma Mãe que se faz presente constantemente. Para alguns, este parece ser um desafio. para mim, é um sinal de ternura para estes momentos em que estamos com medo, confusos com a forma como as coisas estão indo e precisamos nos sentir unidos. Medjugorje percebe a nossa necessidade de paz que surge a partir do encontro com Maria, é um lugar de refrigério para muitas pessoas. Em Medjugorje estão presentes duas coisas: A oração e o silêncio. É a imagem da paróquia, que realça a liturgia de todos os dias, sem fazer coisas extraordinárias mas dá a todos a opurtunidade de rezar o Rosário, de participar da Missa, Adoração e Catequese para ouvir a Palavra de Deus. Estes são os pontos chaves!
DUAS PERSPECTIVAS.
Durante a sua homilia ele falou da importância de dar espaço para a vontade de Deus que nos dá o que precisamos para o nosso verdadeiro bem, e não o que desejamos. Lembro-me de uma entrevista com Erico Petrillo, Marido de Chiara Corbella, ” em sua imagem ” Chiara é o exemplo concreto daqueles que tem sido capazes de dar espaço a uma vontade humanamente incompreensivel. E a partir de sua disponibilidade, um rio de graça surgiu. – – Mas como você cria espaço para ele?
As coisas parecem complicadas, mas são realmente muitos simples. é uma questão de saber se alguem deve ter o leme de sua vida em suas mãos, ou colocá-lo nas mãos de Deus. ELE é um passagero em sua propria vida, sabendo que ele tem um Deus Pai que protege que o acompanha. Há duas pespectivas na vida. Uma é ser nós mesmos Deus, é usar o Deus que nós temos na mente. É a pespectiva que não leva a lugar nenhum. Mas em meu modo de ver, está no coração de muitos cristãos. Por exemplo venho a Medjugorje para ter graça por isso. Embora devêssemos vir a Medjugorje para exigir que a vontade de Deus seja cumprida existe outra dimensão. É como morrer e renascer. Morrer para a própria vontade e renascer para a Vontade de Deus. É para morrer em nossos sonhos para fazer o sonho de Deus se tornarem realidade, que é sempre maior do que podemos imaginar.
É PRECISO HUMILDADE
Um jogo que é jogado basicamente em dois planos. O primeiro é de uma grande humildade: A consciência de que só nós não podemos nem saber o que é útil para nós ou não. convencendo-nos disso ELE estabelece as bases para um relacionamento com Deus diferente do de um Deus com quem estabelecemos um comércio. Dou-LHE isso para ELE me dar aquilo. Em segundo lugar, essa humildade, que é então a vontade de sua vida, leva você a aceitar sua fragilidade, sua pobreza, a aceitá-lo como você é. a tentação para todos, e, infelizmente muitos caem nela de uma forma amarga, é precisamente a de não amar uns aos outros. E hoje existem pressões especialmente esmagadora da moda, publicidade, toda essa cultura que quer convencê-lo de que você não vale a pena se você não é um mito, se você não refletir certos padrões. Se alguém se aceita, ele já resolveu três quartos dos problema. Neste ponto, ele descobre que se vê com os olhos de Deus e que ele se sente amado. E, como resultado, ele é levado a amar os outros, como eles são, para não querer mudá-los.
DE MEDJUGORJE: O VERDADEIRO SIGNIFICADO DE MISERICORDIA.
Hoje a palavra misericordia é muitas vezes mal compreendida, explorada, tanto para confudir o amor com o egoismo, o bem com o mal, o desejo com o direito. o que você acha dessa tendência ?
É tudo verdade hoje vivemos em uma grande confusão, onde o tema subjacente não é saber o que é bom do que é ruim. Não ser capazes de entender o que é a verdade, e reduzí-la para a opinião de um individuo que a escolhe de acordo com as condições em que ele vive. Na minha opinião a Misericordia é usada em todos os molhos. mas a Misericordia é Deus, é Deus em pessoa, é Deus o Espirito Santo que manifesta toda a ternura do Pai para conosco. É precisamente esta ternura que toca os nossos corações. Nesta perspectiva, abro-me para o outro. Também compreendo as situações mais dramáticas que existem, para abordá-las com a mesma atitude com que Deus respeita a minha liberdade. Eu me virar para o outro sem fingir que oprimí-lo. Respeito a identidade dele, mas manifesto a verdade a ele. Hoje, infelizmente, muitas vezes é o meio para entender todas as expectativas perigosas que, em seguida, criar a escravidão. Em vez de anunciar a verdade, tornar-se livre.
MEDJUGORJE, FESTA DA DIVINA MISERICÓRDIA: UMA RECORDAÇÃO DE SÃO JOÃO PAULO II.
– A festa da Divina Misericórdia concebida e estabelecida por São João Paulo II em 1992. O senhor tem alguma lembrança dele ?
Eu tenho várias porque trabalhei ao lado dele por varios anos. Mas uma lembrança que sempre me impressionou foi seu amor, sua defesa pela familia. Ele repetiu várias vezes que a familia fundada no casamento, estabelecida por Deus, não é criada pelo homem, é o ultimo baluarte em defesa da civilização. E é por isso que ele estava convencido de que ele tinha enfrentado grandes problemas, o ataque e muitos outros. satanás foi atrás dele porque ele defendeu a familia. Mas uma coisa com certeza no coração de tudo o que fazemos, é que nos já vencemos. Somos lutadores em uma batalha da qual já conhecemos o resultado. e assim, com esta força, temos que dar o nosso melhor. A vitoria é cumprida por Deus, é DELE. Mas ele também espera a nossa contribuição, não porque ELE precisa, mas para nos da a alegria de sermos votoriosos com ELE.
SIMONA AMABENE PARA O SITE LA LUCE DI MARIA

ADQUIRA SEU EXEMPLAR DO LIVRO MAIS COMPLETO SOBRE MEDJUGORJE ESCRITO PELA PRÓPRIA VIDENTE DE NOSSA SENHORA !!! ENTRE EM NOSSO SITE E ENCOMENDE O SEU !!!

WWW.MEUCORACAOTRIUNFARA.COM.BR

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *