RICK HESS: “EM MEDJUGORJE EU VI UM RETRATO DE MINHA ALMA”

Compartilhe!

Tempo de leitura: 13 minutos

Rick Heiss dos Estados Unidos contou algumas de suas incríveis experiências em Medjugorje.

No dia 24 de janeiro de 2017, o site www.marytv.tv levou ao ar o testemunho de Rick Hess em seu programa “fruto de Medjugorje” número 249. Meu resumo da história de Rick não faz justiça ao seu testemunho cheio de emoção, então, se tiver uma chance, assista-o (em inglês).

Rick apresentou-se como um senhor de 45 anos programador de computadores em Madison, Winsconsin. Ele cresceu católico, mas em certo tempo se distanciou da Igreja e tornou-se muito materialista. Ele disse que que tornou-se muito centrado em si mesmo como resultado da leitura de muitos livros de autoajuda.

Neste momento, Rick estava namorando uma garota que não tinha fé, e embora ele estivesse longe da Igreja, algo o fez começar a rezar o Rosário por esta garota. Quando ele foi transferido do trabalho para um local a duas horas de distância, ele começou a rezar o Rosário em todo o caminho pela sua conversão. “Bem, isto me fazia pensar sobre Maria um pouco”. “O Rosário é o Novo Testamento em um cordão”. Rick terminou o relacionamento com esta garota, mas Maria sempre estava em seus pensamentos.

Rick ouviu falar sobre Medjugorje de sua mãe, e sentiu um puxão em seu coração para ir até lá. Rick sentiu que foi através do Rosário que ele sentiu esta chamada. “Eu não sabia o porquê e não sabia onde, eu não precisava de nada… eu pensava que sabia tudo sobre a Igreja”. Ele sentiu-se chamado a ir em novembro 2009 e riu disso porque pensava em ir em fevereiro porque em seu pensamento materialista em fevereiro seria mais barato.

Uma semana antes da viagem ele teve muitas dificulfades. Mesmo com muitas razões para desistir, ele teria cancelado se não fosse por aquele “puxão de Maria”.

Nos primeiros dias de sua peregrinação, Rick se perguntava: “porque eu estou aqui ? O que é possível aprender aqui ?” Então em seu terceiro dia, ele foi na Adoração. Ele ficou muito impressionado com as milhares de pessoas rezando diante do Senhor. “Eles estavam rezando com tão profundo amor e estava frio do lado de fora. Era frio e estava chovendo.” Rick viu que as pessoas não se importavam. Elas rezavam com o Amor de Deus. Elas rezavam tão fortemente que ele ficou chocado. “E de repente eu tive uma visão, e era a visão de minha alma. E ELE me mostrou em uma visão que ELE tinha criado a minha alma para existência. Eu era uma bola de luz e era tão bela, e tão pura com amor e luz. E todo este brilho e radiação vinha por meio DELE. E fui levado a acreditar que a graça vem através de nós. E ELE me mostrou o que acontece quando nós pecamos. Quando pecamos é como se manchas salpicassem na alma, e a luz não pode mais passar através dela. E então ELE me mostrou um retrato de minha alma. Ela estava completamente escura. Não existia amor, não tinha luz vindo através dela” Rick enfatizou: “EU eu pensava que estava indo bem”. “E ele me mostrou o que acontece na Confissão. Na Confissão, tudo é polido e limpo e torna-se uma brilhante bola de luz novamente”.

Após esta visão, Rick não conseguia esperar para ir até a Confissão. Faziam 20 anos desde a sua última Confissão. “Eu achava que não tinha necessidade dele. Eu sempre achei – eu sabia no fundo de minha mente que eu deveria ir – mas racionalizava o meu pecado. Eu achava que Jesus me perdoaria, mas ELE tornou tudo claro paa mim naquela tarde…” No dia seguinte Ricka foi para os confessionários: “Eu nunca vi tantas pessoas na fila para a Confissão. Em todo lugar que eu olhava tinham centenas de pessoas em fila para a Confissão.” Quando ele entrou no confessionário a primeira coisa que o padre disse foi: “Bem-vindo de volta para casa !” Quando o sacerdote deu-lhe a absolvição: “era como o primeiro dia de minha nova vida. Era como se existisse tanta liberdade naquele sentimento. Eu não conseguia amar Jesus o suficiente. Eu queria subir nos telhados e falar para todos sobre este lugar [Medjugorje] e quanto amor existe.”

Quando Rick voltou para casa, após algumas semanas ele sentiu a graça “esfriar” e retornou um pouco para a sua rotina. Mas em novembro do ano seguinte, ele foi chamado a ir a Medjugorje outra vez. No início, ele novamente questionou-se o porque de estar ali. Então no terceiro dia ele foi para a Adoração. Neste momento ele rezava por uma senhora do grupo que tinha recentemente perdido o seu pai. Ele rezou muito fortemente por ela pois estava muito abalada. Ele queria saber se seu pai estava no Paraíso ou no Purgatório. Então ele perguntou: “O pai dela está bem ? Eu sofrerei o que tiver de sofrer para que a alma do pai dela vá para o Paraíso”. Então ele ouviu uma voz que disse: “Nada mais é necessário.” Ele achava que era a sua imaginação, mas ele ouviu a mesma voz dizendo: “Não.” Rick perguntou três vezes e teve a mesma resposta três vezes. “então uma imensa infusão de graça preencheu meu corpo inteiro, e eu senti amor como nunca tinha sentido antes”. Rick disse que viu as coisas na perspectiva de Deus. “Era como se todos nós estivéssemos conectados através do seu CORPO MÍSTICO DE AMOR, e se uma alma está sofrendo, nós estamos sofrendo também. E é por isto que nós precisamos rezar uns pelos outros, e é por isso que nós precisamos sofrer uns pelos outros.”

Rick acha que esta experiência durou apenas alguns segundos, e então ele sentiu um relâmpago de calor entrar pelas suas costas. ” ele rasgou para dentro de minha alma e eu senti até as unhas. Rasgou-me muito fortemente. Eu estava de joelhos, tremendo, rezando, pedindo o SEU perdão por todos os meus pecados por tudo que eu não fiz por ELE, por todas as coisas que eu esqueci, por todas as coisas, por todas as vezes que ELE queria que eu fizesse algo e eu O ignorei. pelas vezes que eu sabia muito bem, mas racionalizei os meus próprios pecados. É como seu eu não pudesse pedir perdão suficiente. E a única coisa que ELE me mostrava era o AMOR. Era o AMOR mais incrível. O AMOR que eu nunca tinha experimentado em minha vida. Palavras não podiam descrevê-lo.” Rick sabia que naquele momento ele precisava mudar a sua vida.

Quando Rick voltou para Winsconsin, ele começou a rezar o Rosário todos os dias e ir até a Santa Missa diariamente. Ele disse que tirar a “graxa” de sua alma não era fácil. “Era como uma cirurgia, quando você está frente a frente à realidade de sua alma. Mas JESUS faz isto com AMOR SUAVE.”

Rick sentiu-se chamado a voltar a Medjugorje em outubro/2011. “Aquela viagem foi especial. Maria – ELA me ensinou como amar ao SEU FILHO. ELA me ensinou como amar o sacrifício. Se você quer conhecer como amar alguém, quem melhor do que a mãe, porque não existe nada igual ao amor de mãe. E ela é tão gentil, mansa e humilde. E ELA não vai onde ELA não é convidada. Nós devemos sempre convidá-LA para dentro de nossos corações, e ELA não irá nos desapontar.”

Todas as manhãs em Medjugorje Rick ao levantar-se perguntava: “O que o SENHOR quer que eu faça ?” No último dia e que estava lá ele subiu a montanha da cruz cedo da manhã”. “Eu parecia uma criança de 5 anos – eu estava tão cheio de amor por ELE. O que quer que eu faça agora PAI ? O que quer que eu faça depois ?” E tudo o que eu ouvia era: “sacerdote”. Eu olhei em volta e não vi nenhum padre. Eu fiquei um pouco assustado. Eu respondi: “Já sei disso, mas o que o SENHOR quer que eu faça depois ?” E por três vezes ouvi: “sacerdote.”

“ELE me trouxe aqui para me livrar de minha cabeça dura, de minha teimosia, para que JESUS me alcançasse… Ele estava me chamando a vida inteira, mas eu nunca O ouvi. Existe algo especial aqui [em Medjugorje]. Aqui [em Medjugorje] é muito cheio da GRAÇA.”

Quando Rick voltou para casa, ele falou com o diretor vocacional de sua diocese. Ele estudou no seminário por dois anos até que foi pedido para sair porque era “muito fechado na oração”.

Rick continuou a estudar filosofia e a retornar a Medjugorje. “Eu continuava a ir lá porque existe em Medjugorje muito amor e paz e você continua aprendendo. Todas as vezes que eu volto aqui, eu aprendo algo mais. Aqui é tão pacífico e todas as vezes eu venho com grupos de pessoas, eu vejo a mesma coisa – as vejo com cargas de bagagens em seus braços. Eu as vejo deixá-las queimar no fogo do Espírito Santo.”

Quando foi subir a Montanha do Krizevac, Rick descobriu porque o caminho pelos diocesanos não deu certo. Assim que ele começou a rezar por outras pessoas, ele ouviu uma voz dizendo: “Franciscano. Esta é a resposta ao que você queria me perguntar.” Rick disse que em seu coração queria perguntar isso, mas não fez porque estava muito preocupado rezando pelas outras pessoas. “ELE sabia o que estava no meu coração. ELE tem a melhor resposta antes mesmo de você perguntar.”

“Existe uma paz aqui que eu não experimentei em nenhum outro lugar… você sabe… Eu sinto o Espírito Santo muito poderosamente aqui. Acho que é porque as mensagens de oração, jejum, leitura diária da Bíblia, Confissão e Santa Missa – são o Catolicismo. Vejo as milhares de pessoas em adoração… vejo as milhares de pessoas na Confissão. Eu leio todas as SUAS mensagens e as SUAS mensagens são todas sobre amor e jejum. E eu aprendi sobre o amor DELA. o AMOR é SACRIFÌCIO.”

Rick explicou que se você quer conhecer sobre alguém, será incompeto a menos que você experimente o que esta pessoa experimenta. “É por isto que nós jejuamos. È como nós amamos. JESUS é todo amor. ELE se sacrificou por nós. Quando nós negamos a nós mesmos, quando nós jejuamos, nós nos sacrificamos. Nós estamos ensinando a nós mesmos que nossos pecados são carregados em nossos corpos e não de outro modo (e acredite em mim – cinco ou seis anos atrás eu pensava de outra maneira).”

“Quando nós jejuamos, quando nós negamos a nós mesmos, é exatamente o que JESUS fez. Ele deu a si mesmo completamente deste modo na cruz. Se JESUS é amor, e nós queremos compreendê-LO mais completamente, nós fazemos isto experimentando o SEU sacrifício e negando a nós mesmos. Quando nós fazemos isto, quando jejuamos e negamos a nós mesmos e sofremos pelas outras pessoas, nós estamos aprendendo sobre JESUS mais completamente. JESUS é todo amor. Então nós crescemos mais profundamente no amor. É isto que MARIA me ensinou aqui. ELA me ensina como amar o SEU FILHO, sobre como ELA ama o SEU FILHO – com todo o corpo, com todo o SER.”

“Isto é o que é Medjugorje. O que quer que o Vaticano disser sobre as aparições, eu acreditarei. Você sabe que o Espírito Santo deseja de nós. Eu não penso sobre isto. Vocês sabem, eu serei sacerdote e venho aqui e vejo estas milhares de pessoas rezando em Adoração, vejo estas milhares de pessoas na Confissão, Eu me pergunto como elas fazem isto ? Quando retorno aos Estados Unidos vejo as capelas de Adoração vazias. Aqui são milares, e não somente uma vez, mas três, quatro vezes por semana. Você não acha lugar.Está tudo lotado.”

“Eu sinto tanta paz aqui que nada mais me importa. Nada mais importa. Eu venho aqui tantas vezes que eu posso para ser “preenchido” pelo Espírito Santo. E você precisa compartilhar isto com o mundo inteiro. Você quer abraçar MARIA e agradecer a ELA por tudo. E você quer agradecer a JESUS por tudo – porque você nunca os agradecerá o suficiente, porque você não merece nada disso.”

“Aqui eu aprendi como aceitar melhor as minhas faltas, e que JESUS pode trabalhar através de mim mesmo com as minhas falhas. E, algumas vezes é difícil acreditar nisso porque satanás faz um grande trabalho em apontar as nossas faltas. E agora eu só posso dizer: obrigado JESUS. Obrigado por esta lição de humildade. E você somente quer amar a todos. Você quer que todos experimentem este amor da mesma forma que eu tive aqui (e todos os milhares de peregrinos aqui [em Medjugorje]). Você gostaria de injetar isto nas pessoas mas você tem que se render. Você deve se render e estar aberto porque Jesus não interfere em nosso livre arbítrio. Então quando você vem aqui, você deve apenas abrir o seu coração e dizer: ENSINE-ME PAI. AJUDE-ME PAI. AJUDE-ME A ENTENDER ONDE EU PRECISO MUDAR. MARIA, ENSINE-ME COMO AMAR O SEU FILHO. E ELA NUNCA IRÁ TE DESAPONTAR.”

raduzido do inglês por Gabriel Paulino – fundador do Portal Medjugorje Brasil – www.medjugorjebrasil.com.br

Matéria original: http://www.spiritofmedjugorje.org/issues/March2017pdf.pdf

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *