Dois grandes prelados apoiam Medjugorje em Viena

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Compartilhe com seus amigos!

ARCEBISPO ANDRE-Joseph Leonard e Cardeal Schönborn co-sediam MARIJA E padre MARINKO NA ÁUSTRIA

18/09/2015

leonardschonborn

O Arcebispo André-Joseph Léonard será co-anfitrião juntamente com o cardeal Christoph Schönborn da vidente Marija Pavlovic e do Pe. Marinko Sakota, pároco de São Tiago, Medjugorje, na Catedral de São Estêvão de Viena, na Áustria, no 29 de setembro de 2015, antes de uma reunião do Vaticano e o anúncio sobre o Fenômeno Medjugorje.

A iniciativa dos dois famosos primados desmente os rumores de que Pe Marinko recebeu restrições em relação aos videntes, feitas pelo Vaticano e se destaca como um poderoso testemunho de apoio para Medjugorje antes da Comissão Ruini e do Papa Francisco.

O evento é organizado pela Friedensgebet será transmitido ao vivo em inglês, russo e eslovaco por MaryTV.(www.marytv.tv)

A Congregação da Doutrina da Fé requer que os eventos com videntes de Medjugorje não possam ser permitidos se eles presumem a autenticidade das aparições. Este evento é intitulado “Oração pela Paz, Mensagem para Você” e no programa não há nenhuma menção das aparições.

Uma reunião será realizada em breve no Vaticano, onde cardeais e bispos discutirão as sugestões para a ação sobre o Fenômeno Medjugorje. As conclusões da Comissão Ruini não são totalmente conhecidas. Fontes do Vaticano informaram no entanto, que existem restrições sendo recomendadas ao papa Francisco e que houve prelados (fora da comissão) que estão forçando restrições.

Cardeal Schonborn convidou o arcebispo Leonard da Bélgica para se juntar a ele para receber Marija, a vidente e o Pároco Pe Marinko precisamente em torno da época da reunião (em que o cardeal Schonborn e, possivelmente, Dom Leonard estarão presentes) deixando claro que as discussões sobre possíveis restrições sobre os videntes podem não ser tão simples.

Um canonista nos informa “Este é um movimento sinuoso que eles fizeram – se eles queriam ou não, isto é essencialmente colocar o Vaticano em impasse. Ambos são gigantes hierárquicos que se reúnem de duas – ouso dizer diferentes – alas da Igreja unindo forças em apoio a Medjugorje. Se o Vaticano tem a intenção de restringir os videntes isso torna muito complicado para eles agora com esse apoio hierárquico. Eles efetivamente estão de pé como dois pilares que protegem Medjugorje. Canonicamente falando, um cardeal é capaz de superar isto e convidar quem ele gosta em sua diocese, ele efetivamente é um papa de seu próprio território eclesial e com o apoio adicional de Monsenhor Leonard eles estão mostrando aqueles que querem que os videntes de Medjugorje sejam silenciados que não vai ser tão fácil como eles pensam. Nossa Senhora tem suas armas secretas …”

Reconhecidamente, os dois prelados internacionalmente reconhecidos – embora em territórios próximos – aparentemente vêm de duas extremidades diferentes do espectro católico. Cardeal Schonborn foi criticado nesta semana pela Catholic Herald e Lifesitenews.com por seus recentes pontos de vista liberais que ele expressou sobre a homossexualidade e, no passado, foi atacado por católicos conservadores. Enquanto em contraste direto o arcebispo Leonard foi odiado pelos modernistas pela implantação na Bélgica da Missa Tridentina e o sacerdócio tradicional do FSSP, foi “acusado de homofobia” e atacado por ativistas ‘de direitos gays’ depois de citar que atos homossexuais eram “anormais” – ao que ele respondeu “Eu poderia enfrentar alguns anos de prisão, mas poderia tirar umas férias muito necessárias.”

Os dois prelados provenientes de duas posições diferentes a apoiar Medjugorje põem de lado o debate e tornam difícil que o fenômeno Medjugorje seja rotulado sob qualquer “ala” do catolicismo.

Ambos os prelados também tem forte posição no Vaticano. Arcebispo Leonard pregou o retiro quaresmal de 1999, para João Paulo II e à Cúria Romana e o cardeal Schonborn foi eleito Membro da Congregação da Educação pelo Papa Francisco em 2013, bem como já é um membro da Congregação da Doutrina da Fé.

Recentemente Rorate Caeli e Gianluca Bavile espalharam relatos de que o Vaticano restringiu os videntes pois o pároco Pe Marinko tomou a decisão de colocar restrições em Medjugorje. Logo após os relatórios serem espalhados, foram negados pela CDF e até agora o Vaticano não tomou medidas.

Monsenhor Leonard também é um bem conhecido por ser extremamente conservador e descrito pelo Vaticano Insider Andrea Tornielli como ‘o prelado mais tradicional na Bélgica”. Rorate Caeli, entretanto, tem elogiado Dom Leonard por seus esforços para restaurar a liturgia tradicional, chamando-o de “um jato de ar fresco para a ortodoxia” e reclamando que sua demissão foi aprovada em ‘velocidade recorde “e é igualmente lamentável que Monsenhor Leonard esteja deixando o cargo sem ser feito cardeal ‘.

Rorate Caeli também afirmou que os “verdadeiramente católicos tradicionais não precisam ser convencidos das falsas alegações de Medjugorje” No entanto, o arcebispo Leonard sediará a vidente Marija Pavlovic no dia 29 de setembro.

Monsenhor Leonard recentemente desafiou oponentes de Medjugorje dizendo que os livros que atacam Medjugorje o levam a acreditar e enquanto ele concorda com algumas críticas, ele destaca que podem-se achar problemas em todos os assuntos humanos, mas existem “fundamentos e acidentes’. Para Dom Leonard ficou claro os elementos fundamentais de Medjugorje são bons e ele advertiu a oposição de ter um ‘tom polêmico que não parece estar bem posicionado.” Ele refutou os argumentos que as conversões podem acontecer onde quer que a oração tenha lugar dizendo ”que tal lógica não parece-me ser completamente correto”, explicando que” há muitos outros lugares do mundo onde há oração, onde há confissão, onde se celebra Eucaristia, mas não há o mesmo tipo de frutos tão evidentes!”

Arcebispo Leonard alcançou fama mundial em 2013, quando ele orava por ativistas da Femen ‘de direitos gays’, enquanto elas o encharcavam com água e gritavam para ele – o evento foi transmitido pela mídia internacional.

Em 2013, o Movimento Nacional Medjugorje levou um grupo do Reino Unido para a Terra Santa liderado pelo padre Gianni Sgreva CP, fundador da Comunidade Oásis da Paz, onde nós conhecemos e passamos a semana com o arcebispo Leonard e a vidente Vicka Ivankovic, que teve suas aparições diariamente em sua presença (imagens abaixo).

Fonte da matéria:

 

 

Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *